O próximo longa

“Adone, um comerciante do cinema” é um filme sobre a trajetória e obra de Adone Fragano (1923-2014), um empreendedor hábil que fez do cinema seu ganha-pão e se tornou um dos maiores e mais longevos produtores do país, um autêntico comerciante do cinema que deixou um legado importante e ainda desconhecido. Entre os 20 longas-metragens produzidos por Adone, há algumas comédias, alguns dramas e muitos pornôs. Afinal, ele aprendeu na Boca do Lixo que pornografia dava dinheiro, e ganhar dinheiro era seu gênero cinematográfico favorito.

Mas Adone produziu também filmes icônicos, que trataram a homossexualidade e outros tabus de forma vanguardista para a época, caso da trilogia dos anos 80 “O Olho Mágico do Amor”, “Onda Nova” e “Estrela Nua”, estreia de Carla Camurati no cinema, além de “O Corpo”, que reuniu Marieta Severo e Antônio Fagundes. Apesar de conservador, Adone viabilizou tais inovações dando liberdade aos diretores. Se não criasse problemas com a censura e tivesse boa perspectiva de lucro, ele assinava abaixo. Foi uma espécie de inovador involuntário. E o cinema funcionou como válvula de escape para seu cotidiano regrado de pai de família exemplar.

Confira o projeto:

Adone_apresentação do projeto

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s